EnglishPortuguês

Teoria de aprendizagem

Descrição

Camada da arquitectura

Componentes

Resultado de um PhD

Informação adicional

Envie Comentário



   
 
Árvores do conhecimento na aprendizagem

Quando os estudantes são envolvidos em processos de aprendizagem numa comunidade, criam, apropriam, compartilham e constroem conhecimento num grupo específico. Com trabalho de pares, os estudantes podem quebrar algumas barreiras e minimizar as dificuldades de aprendizagem. Consequentemente, o envolvimento social reforça a aprendizagem.

O L-Tree será um sistema de aprendizagem que estrutura o conhecimento, com representação e navegação visuais, onde os estudantes e os professores interagem activamente para a sabedoria.

Utilidade

Uma ferramenta onde os professores e os alunos poderão complementar o trabalho de aula, através da criação de pontes nos conteúudos disponibilizados.

Suporte

- Árvores do conhecimento: estruturas que visualizam e compartilham o conhecimento
- Rede social semântica : uso de
etiquetas para categorizar o conteúdo do utilizador.

Topo

Teoria de aprendizagem que suporta o L-Tree  
Esta ferramenta assenta no pressuposto de que os estudantes aprendem eficazmente se tiverem um controle substâncial sobre o modo como organizam ou controlam o seu ritmo de aprendizagem e aprender é uma actividade social entre os pares e o professor. É baseada na teoria de Connectivism (George Siemens 2005), pois considera que a aprendizagem do conhecimento assenta-se num modo distributivo, baseado numa rede das conexões definida pela experiência e as interações duma comunidade.  

Topo

Descrição

Em ambientes de aprendizagem, do ponto de vista do estudante, a motivação é uma questão essencial e apesar dos fenómenos sociais serem cruciais, cada estudante tem o seu próprio ritmo de aprendizagem.

Para o estudante, a liberdade da escolha e a não dependência total do programa é muito importante.
Para o professor é muito importante poder sintetizar todo o nível de aprendizagem e ter algum feedback ao nível da realização e níveis de realização do estudante.
Ambas as perspectivas levaram-me a encontrar uma solução de compromisso para um ambiente de aprendizagem baseado na web, onde ambos os actores podem interagir.

Porém os ambientes de aprendizagem, onde os estudantes não têm nenhuma orientação, não resulta num conhecimento eficaz. De facto, a descoberta pura, onde se aprende, sem nenhuma orientação dificilmente resulta na aquisição de conhecimento.

Consequentemente, a orientação na forma de guias é uma solução para estes ambientes.

Um sistema web deve fornecer uma estrutura, e dar suporte para a investigação e pesquisa dos estudantes, garantindo um percurso adequado na procura da verdade sobre o assunto em questão.

A ideia está, numa aproximação buttom up, construir uma plataforma formal do conhecimento através de um mapa de representação, com redes sociais semânticas, onde os utilizadores podem dinamicamente ser conectados e interagir on line.

Topo

Camada da arquitectura

O professor tem a possibilidade de construir a árvore do conhecimento e de colocar os seus recursos educativos. O estudante pode navegar com a árvore de conhecimento (AC) e mais importante pode fazer uma colecção dos assuntos (recursos diferentes: doc, ppt, pdf, URL, podcasts, quizzes, e outros), permitindo ao professor tormar conhecimento desta colecção de materiais.
Uma terceira camada, a camada social, onde ambos os actores: o professor e os estudantes interagirão num sistema de visualização de argumentos: Forum.
Nesta camada, o estudante pode ter alguma informação do sistema sobre os conteúdos de aprendizagem e discutir as matérias com outros estudantes ou mesmo com o professor.

Arquitectura

Topo

Componentes

O sistema aproxima o professor do trabalho dos estudantes dentro das actividades do grupo, nomeadamente na realização de relatórios científicos. Com o uso de diferentes níveis, de permissões individuais, de grupo ou classe, ou ainda numa dimensão mais elevada ao nível de comunidade e possível estratificar em diferentes níveis a plataforma de aprendizagem.

* CRIAR TÓPICO!
O professor constrói dinamicamente uma árvore estruturada a partir de um tópico com recursos diferentes (doc, ppt, pdf, URL, podcasts, quizzes, e outros). Os estudantes podem navegar através desta árvore do conhecimento (AC), mas personalizando-a também com os seu próprios recursos de aprendizagem.

* CRIAR ETIQUETA!
Os diferentes recursos da web podem ser referenciados com palavras chave livres, que poderão ajudar a catalogar os mesmos recursos.

*CRIAR DISCUSSÃO!
Os estudantes com métodos explicitos de argumentação em processos de discussão, ou com o uso de questões aprendem activamente como validar as suas propostas, bem como o uso de uma metodologia científica no seu discurso.

Os professores serão capazes de monitorizar as tarefas da pesquisa do estudante e as discussões do grupo, dando contribuições sustentáveis. Um outro aspecto é a participação social dos estudantes, onde estando envolvidos poderão ver as contribuições dos seus pares.

* CRIAR AVALIÇÃO!
Poderá ser usado como uma avaliação medindo as actividades dos estudantes (recolha e discussão). Permite aos estudantes continuar as suas tarefas atribuidas na classe em outros lugares, quebrando as barreiras da sala de aula.

Componentes

Topo

Resultado de um trabalho de investigação doutoral

Tópicos da pesquisa de doutoramento

Actualmente eu estou interessado em ambientes colaborativos de aprendizagem baseados na web e redes sociais semânticas. Especialmente de forma a optimizar a aprendizagem e o desempenho numa óptica de complementariedade da sala de aula. Consequentemente as comunidades do conhecimento, as redes sociais, a web semântica, a etiquetação de páginas são também os meus tópicos actuais. Finalmente o uso de mapas de argumentos para visualizar discussões em torno de um tópico particular a fim promover nos estudantes uma metodologia científica e uma aproximação coerente nas suas discussões.

Perguntas da pesquisa
1. – As pessoas podem usar computadores em ambientes colaborativos de aprendizagem e construir conhecimento.
a) Como poderão os sistemas web melhorar a utilização do computador em processos de aprendizagem?
b) Como deverão os estudantes interagir com a comunidade de aprendizagem para desenvolver o conhecimento?
2. - Como pode um sistema que organize, estruture e navegue na web satisfazer e  reforçar a aprendizagem colaborativa?

Publicações
Silva, J. e F. Restivo (2006a). Building a distributed system for dynamic information search, organization and classification for educational purposes [apresentação científica]. CoMIC'06, Porto-Portugal.
Silva, J. e F. Restivo (2006b). Web-based Knowledge Portal for Educational Purposes [poster]. XATA2006 - XML Aplicações e Tecnologias Associadas, Portalegre Portugal.
Silva, J. e F. Restivo (2006c). Combining Ontologies, Social Networks and Argumentation into a Dynamic Learning Portal [apresentação científica]. ICL 2006, Villach-Áustria.

Informação adicional:

http://paginas.fe.up.pt/~pro05009/

Contactos

joaquim.silva@fe.up.pt


Topo